terça-feira, 25 de março de 2008

Remember Remember, 5th november

A Jaula.

- Um dia vamos abrir todas as gaiolas do mundo para fazer voar todos esses pássaros que hoje não passam de bípedes cativos. Cativos na mesma jaula de ferro que é a nossa civilização hierárquica, suicida, e tão mesquinha. Frustrante é imaginar que depois de libertos, esses pássaros, se fossem soltos do alto de um prédio, já não conseguirão voar. Nasceram presos e limitados a rastejar. Assim é com muitos de nossos irmãos, que depois da ibertação, conquistada se perguntariam o que fazer, porque não saberiam Ser de outra forma; sem cumprir as ordens que a mãe cultura lhes ensinou dia após dia. Cresceram na mesma jaula que o pássaro e, consequentemente a queda seria igualmente fatal. As gaiolas ainda são vistas com muita tentação e conforto. E parece-me que poucos querem se arriscar a voar. O convite está feito. Para juntos chutarmos de uma vez por todas este cadeado. Bateríamos asas gritando liberdade! Quem saberia melhor do que nós o significado de Liberdade ?

Mistério e melancolia de uma rua, 1914

"Perante a cada vez mais materialista e pragmática orientação da nossa era... não seria exêntrico no futuro contemplar uma sociedade na qual aqueles que vivem para os prazeres da mente deixam de poder exigir o seu lugar no sol. O escritor, o pensador, o sonhador, o poeta, o metafísico, o observador... aquele que tenta resolver um enigma ou julgar alguém , torna-se-á uma figura anacrónica, destinada a desaparecer da face da terra como o ictiossauro e o mamute."
-- Giorgio De Chirico

STAY
DIFFERENT!